Conselhos e Diretoria

Conselho de Administração

As responsabilidades do Conselho de Administração da Randon incluem, dentre outras estabelecidas em seu Estatuto Social:

  • fixar a orientação geral dos negócios da Companhia;
  • aprovar planos de desenvolvimento, bem como os investimentos necessários à sua execução;
  • eleger e destituir Diretores da Companhia, fixando-lhes as atribuições respectivas e fiscalizando sua gestão;
  • fixar e distribuir, dentro dos limites estabelecidos anualmente pela Assembleia Geral Ordinária, a remuneração dos administradores, bem como a participação de empregados;
  • convocar as Assembleias Gerais Ordinárias e Extraordinárias, nos casos previstos em lei ou quando julgar conveniente;
  • manifestar-se sobre o relatório da administração, as demonstrações financeiras e as contas da Diretoria;
  • deliberar sobre o pagamento de dividendos, inclusive intermediários e juros sobre o capital próprio aos acionistas;
  • escolher e destituir os auditores independentes;

  • autorizar a aquisição de ações de emissão da Companhia para efeito de cancelamento ou permanência em tesouraria e posterior alienação;
  • autorizar o aumento do capital da Companhia dentro do limite do capital autorizado;
  • autorizar a celebração de acordos, atos ou contratos entre a Companhia e partes relacionadas e outros acordos relevantes às atividades da Emissora.
Membros do Conselho de Administração Cargo Data de eleição Término do mandato
Raul Anselmo Randon Presidente 27/04/2017 Próxima
AGO-2019
Alexandre Randon Vice Presidente 27/04/2017 Próxima
AGO-2019
Ruy Lopes Filho Conselheiro 27/04/2017 Próxima
AGO-2019
Derci Alcântara Conselheiro 27/04/2017 Próxima
AGO-2019
Pedro Ferro Neto Conselheiro 27/04/2017 Próxima
AGO-2019

Diretoria Executiva

A Diretoria é composta de dois diretores, no mínimo, e de nove, no máximo, sendo um Diretor-presidente, até três com a designação de Diretor-vice-presidente, um Diretor de Relações com Investidores e até quatro Diretores sem designação específica, todos residentes no País, acionistas ou não, eleitos pelo Conselho de Administração, podendo a função de Diretor de Relações com Investidores ser cumulada com a de outro Diretor.

Compete aos Diretores a representação da Companhia, ativa e passivamente, em juízo ou fora dele, bem como a gestão dos negócios sociais em geral e a prática de todos os atos de administração e de disposição, necessários ou convenientes ao cumprimento do objeto social, inclusive celebrar atos e contratos de qualquer natureza ou finalidade, mesmo para aquisição ou oneração de bens do ativo permanente, constituir ônus reais e prestar garantias a obrigações de terceiros, observados os preceitos e limites previstos no Estatuto Social.

Além das atribuições conferidas por lei, pelo Estatuto Social ou pelo Conselho de Administração, compete aos Diretores: 

  1. ao Diretor-presidente: (a) convocar e presidir as reuniões da Diretoria; (b) conduzir os negócios e acompanhar seus resultados; (c) fazer cumprir as decisões emanadas da Assembleia Geral e do Conselho de Administração; (d) reportar-se ao Conselho de Administração, nos casos previstos no Estatuto ou havendo necessidade para tal.
  2. aos Diretores-vice-presidentes: (a) atuar em conjunto com o Diretor-presidente para o desenvolvimento e realização dos objetivos da Companhia, auxiliando-o no desempenho de suas funções; e, (b) substituir o Diretor-presidente em suas ausências e impedimentos, obedecido ao disposto no Artigo 29 deste Estatuto; e,
  3. aos Diretores sem designação, a prática dos atos pertinentes às respectivas áreas de atuação, bem como aqueles decorrentes das atribuições que lhes forem fixadas pelo Conselho de Administração.
Diretores Cargo Data de eleição PRAZO do mandato
David Abramo Randon Diretor Presidente 08/05/2017 2 anos
Daniel Raul Randon Diretor Vice Presidente 08/05/2017 2 anos
Alexandre Randon Diretor 08/05/2017 2 anos
Geraldo Santa Catharina Diretor e Diretor de Relações com Investidores 08/05/2017 2 anos
Alexandre Dorival Gazzi Diretor 08/05/2017 2 anos
Sergio Lisbão Moreira de Carvalho Diretor 08/05/2017 2 anos

Conselho Fiscal

De acordo com a Lei das Sociedades por Ações, o conselho fiscal é um órgão societário independente da administração e dos auditores externos. O conselho fiscal pode funcionar tanto de forma permanente quanto de forma não permanente, caso em que atuará durante um exercício social específico quando instalado a pedido dos acionistas que representem, no mínimo, 2% das ações com direito a voto e cada período de seu funcionamento terminará na primeira assembleia geral ordinária após a sua instalação.

O Conselho Fiscal não tem caráter permanente e quando em funcionamento, será composto de três a cinco membros efetivos e igual número de suplentes, eleitos na assembleia geral, com prazo de mandato até a Assembleia Geral Ordinária seguinte. De acordo com a lei, cabe aos acionistas minoritários a indicação de um membro titular e seu respectivo suplente, igual direito é dado aos acionistas detentores de ações preferenciais.

Sem prejuízo de outras as atribuições disciplinadas na Lei das Sociedades por Ações, de acordo com o Regimento Interno, compete ao Conselho Fiscal:

  1. fiscalizar, por qualquer de seus membros, os atos dos administradores e verificar o cumprimento dos seus deveres legais e estatutários;
  2. opinar sobre o relatório anual da administração, fazendo constar do seu parecer as informações complementares que julgar necessárias ou úteis à deliberação da Assembleia Geral;
  3. opinar sobre as propostas dos órgãos de administração, a serem submetidas à Assembleia Geral, relativas a modificação do capital social, emissão de debêntures ou bônus de subscrição, planos de investimento ou orçamentos de capital, distribuição de dividendos, transformação, incorporação, fusão ou cisão;
  4. denunciar aos órgãos de administração e, se estes não tomarem as providências necessárias para a proteção dos interesses da companhia, à Assembleia Geral, os erros, fraudes ou crimes que descobrirem, e sugerir providências úteis à  Companhia;
  5. convocar a Assembleia Geral Ordinária, se os órgãos da administração retardarem por mais de 1 (um) mês essa convocação, e a extraordinária, sempre que ocorrerem motivos graves ou urgentes, incluindo na agenda das assembleias as matérias que considerarem necessárias;
  6. analisar, ao menos trimestralmente, os balancetes e demais demonstrações financeiras elaboradas periodicamente pela Companhia;
  7. examinar as demonstrações financeiras do exercício social e sobre elas opinar; e
  8. exercer essas atribuições, durante a liquidação, tendo em vista as disposições especiais que a regulam.
Conselheiro Cargo Data da Eleição PRAZO do mandato
João Carlos Sfreddo Conselheiro Titular eleito pelo Controlador 27/04/2017 1 ano
Maria Tereza Casagrande Conselheiro Titular eleito pelo Controlador 27/04/2017 1 ano
Ademar Salvador ​Conselheiro Titular eleito pelo Controlador 27/04/2017 1 ano
Renato Sobral Pires Alves Conselheiro Titular eleito pelos Minoritários 27/04/2017 1 ano
William Cordeiro Conselheiro Titular eleito pelos Preferencialistas 27/04/2017 1 ano

 

Última atualização em

Fechar